segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Escreveu o poeta
muitos versos de amor
mas ninguém os quis ler
enfim sua pena calou-se
e muitos versos natimortos
jazem para sempre
no gélido mausoléu
do seu coração

2 comentários:

mariza disse...

que poema triste, Benno! :(
mas é bonito!
beijinho

layla lauar disse...

eu sempre quero ler os seus versos...

e este é especialmente belo...como sempre digo, na poesia a tristeza é + bonita do que a alegria

beijos

Postar um comentário