segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Triste
não é viver na solidão
erma e sombria de uma caverna
ou na imensidão verde e úmida
de uma ilha abandonada
Trite mesmo
é viver na multidão
e estar completamente só

3 comentários:

mariza disse...

exatamente!
lindo.
beijão, querido.

Ava disse...

Benno, querido,

Voce realmnete sabe colocar vida em suas palavras...
Esse estar completamente só em meio a uma multidão, é por demais doído...

Beijo na alma...

layla lauar disse...

Poeta, você tem o privilégio de ter a sua própria companhia...

o poema é lindo!

beijos

Postar um comentário