segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Me perdoem a ausência
Estava de férias na Bahia

- acarajé, vatapá, muqueca... eita! acho que engordei 

Para retornar, comecei um poema... um protótipo ainda... Acham que dá para continuar?


teus olhos 
são um pedacinho do céu
aqui no chão em que ajoelho
são o lago plácido, a gota vitrea
a porta de entrada
por onde adentro
em sua alma, em seu sentimento
e me espalho por teus poros
- viro gotas de suor

tua língua
é o tapete vermelho
a sala de espera
a ante-sala, a poltrona
em que descanso meus lábios
a rede onde balanço a minha língua

...

Continuo? Sim ou não?

Estes já estavam prontos:

1-

não preciso
de literatura de mistério
: já tenho teus olhos
por desvendar

2-
a névoa
é o véu
que há do céu
é o leite
que premia
a via látea diurna
é a urna
noturna
que guarda
a sombra do Sol
é o guarda-chuva
que tal como uma luva
brinca a se esconder da noite
na branca fímbria
de um umbral
é o dó que foge de ré pela fuga
a ré que tem fé, é o fá que falha
o sol que brilha sozinho na partitura
é o lá perene de toda música futura
o si que soa em hipotética batalha

é o mi que matinal se madruga
em um madrigal


10 comentários:

Paula Barros disse...

Sim, deve continuar, claro, muitas belezas poéticas sensuais virão, acredito.
abraço

Ana Carla disse...

Eita! Acho que a Bahia lhe inspirou! Continue, sempre!

Pérola disse...

Que poeta vim descobrir.

Parabéns!

beijinho

LUZ disse...

Olá, Benno!

Espero que suas férias tenham sido boas, e que tenha papado muito (bem, você acha que até engordou, mas não tem problema, não, porque, segundo a foto do blog, sua estrutura óssea me parece magra).

Agradeço sua visita ao meu blog, tal como a honestidade que você revelou, não comentando meu poema.

Nossa Senhora, Benno!! Por que escreve desse jeito? Você é tão racional, quanto erótico e sensual. Já não sei se seus extremos se tocam, ou se completam, não sei mesmo.

Amei/ADOREI o seu primeiro texto, onde, "descarada" e arrebatadoramente fala dos olhos e da língua dela. Sala, ante sala, poltrona, tapete vermelho? Será que pode? E o que você faz você com tudo isso, e sobretudo com um tapete vermelho? O pisa, o afaga, ou fica lá, gozando, se enrolando e apreciando a textura das "papilas" dele. E o que pode ela, língua, tapete, fazer a você, ao seu corpo. Já pensou? Lógico que sim, e felizmente que já, muitas vezes, já foi "usado" e "abusado".

AQUELA REDE...!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Estou de acordo com você, Pra que precisa você ler, ou saber ler, se nos olhos dela encontra todas as sílabas, e até prefere, as mais pequenas.

PALAVRAS PARA QUÊ? SÓ ATRAPALHAM.

O outro texto está muito bem construído, mas demasiado científico, embora metaforizado, para "minha pobre cabecinha".

CONTINUO, pergunta você? Quer que eu responda? Você acha que, agora, dá para parar?

FESTAS FELIZES, SEMPRE, E BOM ANO NOVO PRA VOCÊ, SEUS FILHOS E RESTANTE FAMÍLIA.

Beijos da Luz, com ternura

Vera Lúcia disse...

Olá Benno,

Nada com um período de férias na Bahia. Que inveja 'branca'-rs.
Voltou inspirado, hein? Continua, sim. Os versos começaram românticas e logo partiram para a sensualidade. Prometem-rs.

No segundo, gostei do jogo com as notas musicais.

Desejo-lhe um alegre Natal e um Ano Novo maravilhoso.

Excelentes festas!

Beijo.

ᄊム尺goん disse...

[ e seguimos, então ?]


teus versos tão ins(pirados)....gotejam.


beijo

Smareis disse...

Oi Benno!
Voltou bem inspirado das férias em? . Hum! Bahia, adoro!
Continua o poema que tá é bom demais...
Hoje passei exclusivamente para agradecer o carinho, à amizade, e a tua presença nesse ano de 2013 no meu blog. O meu desejo é que em 2014 possamos estar juntos novamente.
Desejo um abençoado Natal pra você e toda a sua família. Que os dias do Ano Novo sejam uma seqüência de profundas realizações e vitorias
Beijos!

LUZ disse...

Oi, Benno!

Obrigada por sua visita e comentário.

Enrolado quer dizer, atrapalhado, ou seja, com falta de tempo?

Amanhã é noite de consoada, com pouca ou muita família. Quero que esteja com seus filhos, num ambiente, como sempre estão, de verdade e amor.

FESTAS FELIZES!

Beijos da Luz.

Rovênia disse...

Olá,
Nada como férias para deixar a mente com a preocupação de criar. Abraços! :)

© Piedade Araújo Sol disse...

Obrigada pelas visitas ao longo do ano de 2013.

Desejo um Ano novo cheio de paz, alegria e muita inspiração.

beijos

:)

Postar um comentário