segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Na ponta da manhã despontava o Sol. E o Sol luzia em verde teu olhar. As cores do universo brincavam. Que azul do céu a colina esconde se a prata do luar fugiu por detrás do horizonte?
Surgiu um caudaloso rio pela planície que agora jaz cortada em partes. A parte minha é a da direita, diz o viajante que veio de de tão longe como se o vale fosse uma pizza gigante.
A manhã nasce mais fresca quando mente e corpo estão descansados. O vento fica mais leve e o coração se enche dessa leveza. As flores, ainda nas sombras de uma árvore frondosa, se espreguiçam, eriçam suas pétalas em direção aos olhos meus e seu colorido mágico me invade. Esguicham seu perfume na brisa atiçando meu olfato que já sorvia erotizado o cheiro alegre da manhã.
Uma noite de amor transforma o mundo.


-x-

Volutas de fumaça se erguem no horizonte distante. Sinais de fumaça ou chuva, pergunta um distraído peregrino, ou seja, eu. Informação ou chuva? Desinformação ou Sol? - Perguntas jamais se calam, especialmente quando não têm respostas.
Não importa, pois para lá daquele distante monte azulado ergue-se um vale florido por onde corre um doce riacho nas águas do qual repousa o corpo macio e roliço de uma viçosa camponesa. Seu cheiro se mistura e se confunde com a das flores e certamente faz fremir o vento e erguer a intensidade do zumbido de uma abelha colorida. Este poder da mente de criar cenários imaginários é um poder que jamais posso perder. Quer dizer, um pouco que o perdi, pois o barulho e confusão que essa gente faz por pouca coisa me fez esquecer um pouco de tudo me deixando um pouco míope e surdo (confesso que idade tem contribuído para tanto)  e peço devolução a quem encontrá-lo por aí.
Mas voltando à camponesa, deixe-me perder-me agora em seus hipotéticos braços...

6 comentários:

Joaninha Musical disse...

São sempre muito belos e poderosos esses teus textos,gostei de mais uma vez passar por aqui,quero deixar-te a minha paz e desejar que o teu mês de fevereiro continue a correr de forma linda e agradável,tudo de bom para ti!! Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!! http://musiquinhasdajoaninha.blogspot.pt

Claudinha ੴ disse...

Sim... Uma noite de amor transforma tudo...
Cores e brilhos, sabores e perfumes. Há sempre um sorriso a mais...
Gostei da maneira com que tratou as palavras!
Que a viçosa camponesa esteja sempre perto de si!
Um beijo!

Luma Rosa disse...

Oi, Benno!
A contemplação do horizonte atiça a imaginação e o barulho não contribui para esse exercício! :) Não tem nada a ver com idade!!
Beijus,

Pérola disse...

Uma meditação repleta de sentires e vontades.

beijo

Canto da Boca disse...

Uma noite de amor, é o mundo!

Beijo, Benno!

;))

Smareis disse...

Oi, Benno!

Uma noite de amor transforma nossos pensamentos.
Que essa viçosa camponesa continue te dando inspiração pra escrever mais textos bons quanto esse.
Deixo um abraço de carinho !
Beijos grande!(•~?•~)? ? ?????

Postar um comentário