segunda-feira, 30 de setembro de 2013

A vida é...

A vida ...

-Eu juro...
-Não! Eu prometo...
-Quer dizer, talvez eu consiga...
-Sou humano, é provável que eu desista.

-×-

-Você é a mulher da minha vida.
-Ué? Mas para onde ela foi?

-×-

Daí, eu disse:
-Não estou nem aí para você!
Bati o telefone e comecei a destruir todos os objetos da casa.

-×-

- Me perdoa! Nunca mais vou fazer isto de novo.
 -Não!
-Só mais esta vez, peloamordedeus!
-Tá bom, mas esta é a última vez.
Não foi a última vez. Nem a penúltima.


A vida é assim. Mas mundo roda e segue em frente.

-×-

Beijos que nunca te dei

Lembra daquele beijo que nunca te dei?
Lembra do dia que não saímos abraçados
E não passeamos no parque
E não te comprei uma rosa
E não te paguei um sorvete?
Depois, não fomos ao cinema
e não te cobri de beijos,
nem minha mão se aproveitou da escuridão
e não explorou tuas coxas.
Lembra quando meus olhos
não brilharam como diamantes ?
quando pela primeira vez
 não te declarei meu amor?
E que depois não fomos a um motel
e não nos amamos loucamente,
alucinadamente, desmioladamente.
E que não perdemos a noção do tempo,
desabraçados que estávamos.
Não te lembras?
Pois se nada disso aconteceu
E eu nunca vi os teus olhos,
É como se tivesse vivido
Tudo que não fiz,
Tudo que não vivi,
E os beijos que não te dei
ainda adocicam meus lábios,
E o amor que nunca jurei ao teu ouvido,
Ainda flutua no ar dos meus sonhos.
E se apurares bem os ouvidos
Ouvirás o rumor das minhas palavras
e escutarás bem baixinho:
Te amo pra sempre

Benno Assmann

8 comentários:

ᄊム尺goん disse...

[ capítulos, páginas que se pode virar,
pontos finais são coisas de livro]
que bonito iss oque escreveu

beij0

LUZ disse...

Apenas para dizer que "BEIJOS QUE NUNCA TE DEI" me deixaram tonta, meia atordoada e precisando de "proteção".

Repita, por favor, a última estrofe do poema. OBRIGADA!

fus disse...

Toda una declaraciòn de amor. Me ha gustado

un abrazo

fus

LUZ disse...

A vida é, por vezes, meia complicada, mas mesmo assim é maravilhosa.

Beijos, que nunca lhe dei.

Vera Lúcia disse...

Olá sumido! Que bom revê-lo em meu espaço.

A vida é bela, apesar de todas as mazelas-rs.
Adorei este "Beijos que nunca te dei", principalmente os versos finais, que são lindamente românticos.

Beijo.

Rovênia disse...

Gostei. O não mais propositivo que existe foi traduzido por você!
Um abraço então! :)

ॐ Shirley ॐ disse...

Sonho ou realidade, o amor sempre é o protagonista desejado... Benno, um beijo e ótima noite!

© Piedade Araújo Sol disse...

gostei.
uma escrita alucinante.
bom fim de semana.
beijo

Postar um comentário