terça-feira, 22 de junho de 2010

1- Apagão

olhos fechados
boca velada
silêncio em teu olhar
(antes eles diziam tanto)
morre o dia
esmaece a cor
o amor, antes luz
agora é noite
(apagou-se alguma coisa em mim)

2- Fogueira

a paixão
é a fogueira
que crepita
em Lua cheia
dissolve-se em fagulhas
mil agudas agulhas
e arde intensamente
mas gradativamente
derrete sua luz
e depois vira noite

3 comentários:

layla lauar disse...

dois belíssimos poemas.. duas maneiras de poetar o fim de um amor ou paixão... assim entendi ...gostei por demais Poeta...

beijos mil...

J Alexandre Sartorelli disse...

O frio e o calor criados dentro de nós estão bem expressos nos dois poemas.
Parabéns!
[]´s

layla lauar disse...

precisava ler um novo poema - seu.;(

beijos e saudade

Postar um comentário